DIÁRIO DE GRAVIDEZ | SEGUNDO TRIMESTRE

Segundo trimestre

QUARTO MÊS | SEMANAS 14 - 17

Entrei finalmente na melhor parte da gravidez, ou pelo menos a mais fácil das três.

Até agora não há muito a reportar pois de repente parece que todos os sintomas desapareceram e sem ser pelo facto de ter uma pequena barriga saída para fora, não me sinto de todo grávida.

Os meus níveis de energia estão de volta ao normal apesar de ultimamente ter sido difícil dormir boas horas de sono, seja por insónias causadas por ansiedade ou por termos andado um pouco doentes cá por casa.

Com excepção de uma ou duas vezes que me senti indisposta do meio do nada e minutos depois me senti melhor, posso agora dizer que a má disposição é uma coisa do passado. Yay! Ainda assim, não consigo lidar com carne vermelha nem com o cheiro de uma certa especiaria. Tem me apetecido imenso comer coisas saudáveis e nada me sacia mais do que uma salada verde com azeite, sal e vinagre balsâmico.

Recentemente, comecei a ouvir um estalar na zona da bacia quando me viro a meio da noite. Está tudo definitivamente a ficar mais mole à medida que o corpo se prepara para o parto. 

No decorrer deste mês, tenho tido bastante corrimento, maioritariamente quando vou à casa-de-banho, no entanto se continuar assim vou ter de começar a usar pensos diários para me sentir mais confortável, e também para proteger as cuecas de ataques de espirros, se é que me faço entender. Ah como a gravidez é glamorosa!

Ouvi o coração do bebé pela primeira vez na semana 14 e apesar de andar a nadar de um lado para o outro, conseguimos certificar-nos de que está tudo bem. Após a semana 16 já sinto os movimentos bastante mais fortes e frequentes o que me deixa sempre mais tranquila. 

As estrias que criei ao longo da primeira gravidez estão cada vez mais proeminentes e desisti por completo de usar cremes anti-estrias visto não terem feito absolutamente nada por mim na primeira gravidez. Os meus mamilos têm estado extremamente sensíveis ao ponto de se ter tornado mais desconfortável não usar soutiens do que usá-los. Por sorte os bralettes da Intimissimi ainda me servem na perfeição e têm-me dado o apoio que necessito.

QUINTO MÊS | SEMANAS 18 - 22

Este mês tem sido um pouco mais tranquilo no que toca aos níveis de ansiedade, especialmente depois de termos tido a ecografia das 20 semanas e ouvido por parte dos médicos que tudo parece estar bem. Caso ainda não me sigam no Instagram - estamos a espera de mais uma menina!

Tenho dormido muito melhor agora, apesar de parecer que oito horas não são de todo suficientes. Volta não volta adormeço no sofá logo depois de comer o pequeno-almoço, o que é super estranho vindo de alguém que não dorme durante o dia a menos que esteja extremamente doente.

Voltei às vontades estúpidas de comer coisas pouco saudáveis, especialmente no que toca a hidratos cheiros de gordura. Dá-me pizza, batatas fritas, gelado, chocolate e sushi e sou a tua melhor amiga! Apesar das minhas tentativas de evitar comidas menos saudáveis, o meu nome do meio continua a ser azia.

Os meus mamilos já não estão tão sensíveis e o corrimento também abrandou bastante depois da semana 19. Ainda assim se tenho a bexiga minimamente cheia e espirro com mais força, lá se vai uma ou outra pinguinha, o que tem sido sem dúvida a coisa mais frustrante nesta gravidez.

Já conseguimos ver bastante bem os movimentos da bebé! É tão bom poder finalmente mostrar o que sinto por dentro. A Eva fica super curiosa e está constantemente a fazer-me festinhas na barriga, a espreitar pelo umbigo, e a por a mão por cima da barriga para sentir os pontapés da irmã. É simplesmente a coisa mais fofa de se ver!

De vez em quando a minha auto-estima vai-se bastante abaixo. Por mais grata que esteja por poder engravidar e ter filhos, a verdade é que não gosto nada de me ver ao espelho durante e até um ano depois da gravidez. Se por um lado me é impossível apreciar mais tudo o que o meu corpo é capaz de fazer, por outro não consigo evitar perder-me no processo. Alguns dias são melhores que outros, é só isso.

SEXTO MÊS | SEMANAS 23 - 27

Assim que a semana 23 começou, os movimentos da bebé tornaram-se bastante desconfortáveis. Não que doesse horrores, mas consegui definitivamente sentir alguém a empurrar com força de dentro para fora. Passados uns dias, os movimentos pareceram bem mais tranquilos e, de repente, comecei a senti-los mais em cima e em baixo ao contrário de até agora que os sentia mais nas laterais. Tenho a certeza que ela se virou na vertical, não só pelo sitio onde a consigo sentir a mexer com mais força e por ter sentido os soluços lá em baixo, mas a minha barriga agora também parece mais centrada e puxada para a frente, se é que isto faz algum sentido.

Depois da semana 25 os movimentos têm sido tão fortes que de vez em quando sinto como se me deixassem nódoas negras. Sinto-a agora a mexer como senti a minha primeira filha no penúltimo mês de gravidez, o que é incrível! Sons altos, teclar no computador ou jogar Nintendo Switch fazem-na mexer bastante, mesmo quando parece estar a dormir.

Depois da semana 26 dei por mim a verter umas pingas de "leite". Nada demais, só um pouco durante a manhã. Parece que o meu corpo se está a preparar bem mais rápido desta vez.

Estou agora a usar uma almofada entre as pernas durante a noite de forma a ajudar a aliviar a pressão da zona lombar. Já não oiço aquele estalar que mencionei anteriormente, no entanto tenho tido uma dor forte do lado direito como que ciática mas apenas no inicio do nervo, especialmente durante a noite ou se estiver sentada durante muito tempo. Também já comecei a sentir inícios de cãibras nas pernas, mas felizmente até agora não se chegaram a desenvolver.

O meu umbigo está enorme e quando me rio salta para fora. Esqueço-me constantemente que tenho agora uma barriga grande e que já não me consigo encolher em espaços pequenos, o que faz com que bata contra as coisas com bastante frequência.

Também mais frequentes são agora as consultas com a parteira. Tive agora mesmo a última consulta mensal e de facto parece que a bebé está na vertical, se bem que com a cabeça para cima. Eu sei que ainda é cedo, mas não consigo controlar o medo de poder ter um parto pélvico desta vez. Por favor, mandem-nos as vossas boas energias!

Tenho estado bastante mais sensível nestas últimas duas semanas, e à uns dias atrás tive a primeira meltdown desta gravidez. Só posso culpar as hormonas. A coisa boa é que bate forte mas passa rápido também.

Falando de passar rápido, ainda estou incrédula com a rapidez com que este trimestre voou, especialmente comparado ao primeiro. Nem acredito que em menos de três meses vou ter de novo uma bebé pequenina nos braços e vamos dar as boas vindas ao novo membro da família. Estou super curiosa para a conhecer!

Segundo trimestre


Sem comentários

Publicar um comentário