SERIES DE TV | ÚLTIMAS PREFERIDAS

junho 05, 2018


Na sequência do post anterior onde partilho convosco o meu top dez de séries de televisão de todos os tempos, hoje venho-vos trazer mais umas recomendações baseadas nas minhas últimas sessões de couch potato. Esta lista não se encontra por qualquer ordem em especifico e ainda é bastante extensa, por isso bora lá começar!


Dark

Enquanto que os primeiros episódios se podem assemelhar à tão famosa série Stranger Things, o conceito acaba por se revelar bastante diferente à medida que a história se vai desenvolvendo. Se gostam de um bom drama obscuro, mistério com um toque de elementos sobrenaturais, vão de certo gostar desta série. Não pesquisem mais e comecem a ver. Se no final do primeiro episódio tiverem curiosidade pelo próximo, esperem que o mesmo aconteça até ao final da temporada. É daquelas que puxam sempre por episódio atrás de episódio. Definitivamente o meu estilo de série.



The Handmaid's Tale

Na sequência de uma guerra civil, é implementado um regime bastante rigoroso e tradicional onde não é permitido às mulheres posse de propriedade, emprego, ler, etc. Todas as mulheres férteis são capturadas e mantidas sob posse de famílias com poder, com o papel principal exclusivo de conceber um filho para ditas famílias. Desde escravidão, drama a tortura, esta série tem de tudo um pouco. A fotografia está fantástica e a actriz principal (já conhecida da série Mad Men) desempenha novamente um papel fenomenal. Sem dúvida uma das séries mais maradas que já vi, mas vale bastante a pena. Se bem que, se drama não for muito a vossa cena vão certamente querer passar esta à frente. 



Bomb Girls

Segue a história das mulheres que trabalharam na industria de construção de bombas durante a segunda guerra mundial. Construida de uma forma elegante é, sem dúvida, uma pequena janela para os factos históricos desta época.



Black Mirror

A minha recomendação? Passem o primeiro episódio à frente - simplesmente descabido. No entanto, de facto esta série tende a melhorar. Apesar de cada episódio contar uma história diferente, todos se encontram ligados pelo mesmo tema - um futuro tecnológico levado ao extremo. Pessoalmente, considero um pouco inconsistente, no sentido em que tem episódios melhores que outros. No entanto, todos nos deixam uma moral em que pensar.



Girls

Em resumo - O começo da vida adulta. Nesta série seguimos a vida de um grupo de jovens amigos enquanto estes tentam descobrir o melhor caminho a tomar nas suas vidas, nunca da melhor forma. Desde a narcisista, a sonhadora, a ingénua à psicótica, o carácter de cada personagem traz bastante dinâmica à serie que tanto tem de drama como de comédia. É provavelmente a série mais crua que alguma vez vi o que chega como uma lufada de ar fresco e a torna também bastante cativante e de aspecto contemporâneo.


Westworld

Nunca fui grande fã de filmes estilo western. Sempre que há cavalos e cowboys à mistura, a minha atenção vira-se automaticamente para outro lado, por isso estava bastante céptica quando a comecei a ver. Mas cativou-me no primeiro episódio. Esta é a história de um mundo alternativo, uma espécie de recreio criado para que certas pessoas possam viajar para uma realidade alternativa, divertirem-se da forma mais realística possível sem nunca sofrer quaisquer consequências. E mais não digo. Experimentem!


Lillyhammer

Se gostaram d'Os Sopranos estão a meio caminho para gostarem desta série também. Seguimos a história de um reformado mafioso que se muda para a Noruega sobre o programa de protecção de testemunhas após testemunhar contra os seus anteriores sócios. Confrontado pela realidade de uma vida normal num país estrangeiro, rapidamente os antigos hábitos são novamente implementados, trazendo desordem à calma cidade de Lillehammer.



The End Of The F***ing World

Na esperança de matar o seu primeiro ser humano e fugir de uma realidade infeliz, um adolescente aceita a proposta da nova rapariga da escola para fugirem em busca do seu pai biológico. Todas as decisões impulsivas tomadas ao longo da viagem levam a consequências graves e a descobertas não menos importantes. Provavelmente a série mais hipster dos últimos tempos, mas há que admitir, executada de uma forma original.



Tales by Light

Uma série de três documentários onde seguimos as experiências de três diferentes fotógrafos. Pode parecer um pouco o típico documentário da National Geographic (e o primeiro relembra até os documentários mais antigos), no entanto traz lições interessantes e bastante valiosas. Em cada episódio damos uma espreitadela sobre o processo e ideias por trás das mentes que tiram as fotografias que estamos tão habituados a ver em revistas e documentários. Sem dúvida, três horas bem passadas se tiverem interesse em fotografia documental, natureza ou antropologia.



Safe

Integrada nas categorias de mistério e drama, nesta série seguimos a investigação de um pai cuja filha desaparece junto com o seu namorado após uma noite de festa. Uma investigação relativamente simples e inocente leva à descoberta de segredos obscuros. Uma vez que tudo isto acontece num ambiente controlado e seguro, rodeado de câmaras de vigilância e coisas do género, a investigação acontece num ritmo bastante rápido, o que faz com que a série completa seja vista numa questão de horas, ideal para ter no background enquanto se faz outra coisa.

Alguma recomendação da vossa parte?


Ps: Apenas a primeira imagem deste post é da minha autoria, as restantes foram recolhidas através de pesquisa.

Podes Também Gostar

0 comentários

Em Destaque

MAKEUP 101 | PRIMEIROS PINCÉIS

Segue no Facebook

Segue no BlogLovin'

Follow on Bloglovin